16 Set 2020

Mensagem do Diretor aos Alunos

 

Caríssimos Alunos!



O meu nome é João Luís Dantas Leite, sou o Diretor do Agrupamento de Escolas D. Maria II, a escola da vossa escolha.



A minha equipa é constituída pelo professor Vasco Grilo, subdiretor, a professora  ngela Meireles, adjunta responsável pelo Ensino Secundário, a professora Rosário Pinto, adjunta responsável pelo 2o e 3o ciclo e o professor Júlio Gomes, adjunto responsável pela Educação Pré Escolar e 1o ciclo do ensino básico.



Contamos também, e de forma empenhada, com todos os Coordenadores de Estabelecimento, Assessores, professores, técnicos especializados, assistentes técnicos e assistentes operacionais para apoiarem, dinamizarem e promoverem o teu bem estar e a tua aprendizagem.



Podes contar com todos nós!



Hoje, dedico as minhas palavras a todos vós, focando-me apenas no comportamento responsável que vos é exigido e na esperança que devem ter durante uma situação de dificuldade no vosso percurso de vida.



Os vossos Diretores de Turma, os vossos Professores e os vossos Encarregados de Educação encontrarão tempo para vos alertar para o comportamento, dedicação e o trabalho que deverão assumir a fim de terminarem este ano com sucesso educativo.



Todos estamos conscientes que a pandemia e o confinamento mudaram as nossas vidas e a forma de olharmos para o mundo. O regresso às aulas presenciais, no momento em que a pandemia está em crescimento, obriga-nos a uma responsabilidade social, no respeito por nós próprios e pelos outros.



Neste contexto:

  • A vossa proteção
  • A proteção dos vossos amigos
  • A proteção das vossas famílias

dependem apenas:

  • Do cumprimento rigoroso do distanciamento social
  • Do uso obrigatório de máscara
  • Da desinfeção constante das mãos

Porque a Escola é um lugar:

  • De companheirismo
  • De crescimento
  • De alegria
  • De vida
  • E esperança



Deixo-vos com um poema de Fernando Pessoa o qual, neste momento de incerteza, pode orientar o vosso caminho.



E Depois de Tudo



De tudo ficaram três coisas:

A certeza que estamos

Sempre a começar...

A certeza de que é preciso continuar...

A certeza de que podemos ser interrompidos

Antes de terminar.



Por isso devemos:

Fazer da interrupção um caminho novo...

Da queda, um passo de dança...

Do medo, uma escada...

Do sonho, uma ponte...

Da procura, um encontro.



Fernando Pessoa

 

 

Sejam felizes!



Braga, 17 de setembro de 2020



O Diretor

João Luís Dantas Leite