Bicentenário da Rainha D. Maria II

No dia 4 de Abril de 2019,  assinalaram-se os duzentos anos do nascimento  de D. Maria da Glória, mais tarde, Rainha de Portugal, com o título D. Maria II.

 

Entre outras ações, deve-se a D. Maria II o princípio da obrigatoriedade da frequência do ensino primário gratuito, (estudos primários) e de uma vasta mudança em todos os ciclos de estudos. No âmbito dos estudos secundários, salienta-se a criação de Liceus Nacionais em todas as capitais de distrito. É no contexto desta Reforma da Instrução Pública, levada a cabo por Passos Manuel, que surge  o Liceu de Braga, criado por decreto de 17 de novembro de 1836.

 

Durante o  seu curto reinado (1826-1953), viveu intensamente o turbilhão político que caracterizou a consolidação do regime constitucional. Nessas duas décadas, foram dados passos significativos para a construção do Portugal Contemporâneo, tendo sido iniciadas múltiplas reformas no campo social, cultural e educativo. No contexto de um país ainda muito preso aos velhos preceitos aristocráticos, rompeu com a imagem da mulher submissa, comedida e subjugada aos interesses masculinos. De temperamento forte, corajosa e instruída, teve sempre o apoio do marido D. Fernando que a ajudou a abrir as fileiras de um Portugal Moderno.

 

Duzentos anos nos separam do nascimento desta MULHER, cuja inspiração se mantém viva na construção de um conceito de escola como veículo de educação,  cultura e intervenção cívica.

 

O Bicentenário do nascimento da Rainha D. Maria II, que foi escolhido como tema aglutinador do Plano Anual de Atividades 2019-2020,  vai desenvolver-se em torno de quatro eixos de intervenção:

  1. A Identidade (do Agrupamento)
  2. A Mulher
  3. A Época
  4. A Interculturalidade

 

Para o efeito, foram definidas algumas linhas orientadoras que conduzirão o nosso trabalho: 

 

  • Desenvolver um projeto transdisciplinar, mobilizador de saberes e competências, que assenta na aprendizagem colaborativa e na articulação entre ciclos;
  • Valorizar a aprendizagem ativa, em que o aluno é construtor do conhecimento e criador de produto(s);
  • Dar significado às aprendizagens, através da articulação das diferentes disciplinas do currículo (DAC);
  • Reforçar a ligação à comunidade e investir em novas parcerias;
  • Divulgar para envolver o cidadão bracarense neste projeto.